Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

28 julho 2014

Resenha #158 - Manhã de Núpcias - Os Hathaways - Livro 4 - Lisa Kleypas

 


Manhã de Núpcias - Os Hathaways - Livro 4 - Lisa Kleypas

Sinopse:

“ Quando herdou o título de Lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará.
Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem.
Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça.
Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar.
Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si.
Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito. ”

Resenha

Mais uma vez Lisa Kleypas se superou e superou também a minha expectativa.
Um livro maravilhoso, iluminado, com um humor contagiante.
O ambiente é o mesmo, mas se o leitor pensa que com isso o livro vai ficar tipo: já leu um, leu todos, terá uma baita surpresa.
Os personagens (todos) são de uma comunicabilidade tocante, mesmo alguns já sendo conhecidos, e isso não perturba o desenrolar ou os desfechos.
Mas Leo  e a governanta/dama de companhia Catherine são arrebatadores, sem papas na língua.

Leo um solteirão convicto, não por opção, mas por sofrimento, perdas irreparáveis e um medo que o acompanha, como uma espada sobre sua cabeça.
Tem uma família que assim pode ser chamada, mas não pense que é aquela família convencional.
Leo é dono de um senso de humor entre o picante e o engraçado, sem ser palhaço. Sua família é sua vida.


Catherine (Cat) é uma profissional preparada, para o papel que desempenha junto à família de Leo.
Tem um passado sofrido, tortuoso, uma família de pessoas desnaturadas, mas com tudo isso, ela não se deixa abater.
É uma pessoa dócil, inteligente, meiga, com todos que a cercam, menos com Leo, seu patrão.
Em todas as vezes que estão no mesmo lugar, ambos se comportam, com um antagonismo caustico, deixando todos que os conhecem sem compreender tamanha aversão, que um nutre pelo outro.

Como já disse, o livro é espetacular, mas a forma que Leo encontra para ser romântico é simplesmente absurda. Não dá pra tirar o riso dos lábios no colóquio Leo/Cat.
Vocês devem estar se perguntando, porque resenha tão pequena e sem muito que falar sobre a história. Simplesmente nem precisa, o que eu coloquei aqui, é só um gostinho para os leitores irem ler essa série incrível. Que eu afirmo que não irão se decepcionar.
Já ansiosa para ler o último livro, que será da Beatrix. :)
Se você não ler, só tenho uma coisa a dizer: Vai perder feio!




Título: Manhã de Núpcias - Os Hathaways - Livro 4
Autor(a): Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 272 
 

21 julho 2014

Resenha #157 - Amante Vingado - Irmandade da Adaga Negra, Livro 7 - J. R. Ward

 

 Amante Vingado - Irmandade da Adaga Negra, Livro 7 - J. R. Ward

Sinopse:

“ Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. Enquanto eles defendem a raça dos redutores, a lealdade de um vampiro especial será posta a prova - e sua perigosa natureza será revelada... Rehvenge sempre manteve distância da Irmandade, pois guarda um letal segredo que poderia fazer dele uma arma na guerra contra os redutores. E enquanto as conspirações dentro e fora da Irmandade ameaçam revelar a verdade sobre o ele, Rehv se aproximará da única luz que clareia seu mundo de escuridão e jogos de poder, Ehlena, uma vampira que nunca conheceu a corrupção e traição... é a única que pode salvá-lo da destruição eterna. ”

Resenha

Vim lendo a série da Irmandade, um atrás do outro.
Quando cheguei ao sétimo livro intitulado Amante Vingado, qual foi minha decepção de que eu não conseguia concluir a leitura de jeito nenhum!
Deixei a leitura de lado por um tempo, e continuei lendo outros livros. Mas algo me dizia que eu deveria continuar, pois iria me arrepender.
E foi exatamente isso que aconteceu!
A autora conseguiu prender minha atenção e me fez ter ainda mais certeza, de que ela realmente é uma escritora incrível e merece todo esse sucesso.

Amante Vingado conta a história de Rehvenge, mais conhecido como Reverendo pela Irmandade.
Irmão de Bella (shellan de Zsadist), dono de duas boates muito famosas em Caldwell, chamadas de ZeroSum e a mais nova Iron Mask.
Rehv é um mestiço (vampiro/sympatho). *
Esse segredo é guardado as sete chaves, pois se a Glymera tiver conhecimento desse fato, não será nada fácil se livrar da decisão e do poder que eles têm sobre a sociedade vampiresca.

*Sympatho – subespécie dentro da raça vampira, caracterizado pela capacidade e desejo de manipular emoções nos outros (com propósito de troca de energia), entre outras peculiaridades.

Ehlena é uma enfermeira muito cuidadosa e competente, que trabalha na clínica de Havers.
Ela cuida de seu pai doente, já idoso, mas procura sempre um refugio algo com que possa se agarrar e sair de uma vida sacrificada e cheia de lembranças dolorosas.
Ao mesmo tempo em que não pode viver sem seu pai, não consegue imaginar viver o resto dos seus dias com ele.
Ela conhece o misterioso e charmoso Rehvenge, mesmo não querendo tem que cuidar dele.
Os dois se envolvem num relacionamento com segredos que ela nem desconfia.

Os Irmãos enfrentaram muitos problemas agora que a Glymera se rebela contra o Rei Cego (Wrath), um assassinato está sendo planejado no mais absoluto sigilo e Ômega tem uma arma muito poderosa contra a Irmandade.
Wrath volta a lutar contra os redutores sem quer seus Irmãos saibam, e isso trará muita indignação, preocupação e magoa.

Rehv é chantageado há 20 anos, por alguém que sabe seu letal segredo.
Ninguém pode descobrir o que ele realmente é por isso se sujeita aos caprichos e desejos de sua chantagista, e é usado por ela contra sua vontade.
Tendo Trez (seu fiel amigo) como guarda-costas e também como testemunha do que ele sofre nas mãos da chantagista obcecada. Tão leal fiel a Rehvenge quanto Xhex e iAm.

" Este macho era uma cobra; com certeza era... hipnotizava por ser mortal e por ser bonito. Com aquele corte moicano, um rosto severo e inteligente e seu grande corpo, ele era sexo, poder e imprevisibilidade. Tudo envolto em... bem, um terno negro listrado que claramente tinha sido feito sob medida. "

Lash está atrás de aliados contra a Irmandade e a Glymera, e ninguém jamais desconfiará que seja ele que ocasionará todos os problemas e complicações que virão por aí.
Montrag (faz parte do Conselho da Glymera) colocará em perigo o letal segredo de Rehvenge.
Nada parece dar certo na vida conturbada desse Sympatho,

Rehv é um vampiro dedicado a família. Deu tudo a sua mãe e sua irmã, mesmo que tenha entrado por caminhos perigosos, ele sempre se foca nas pessoas que ama ao seu redor.
Vocês irão entender o que quero dizer com isso, quando lerem esse livro.
Ele é assombrado por problemas do passado, que agora no futuro estão a ponto de desmascará-lo.
O que mais lhe dói é mentir para sua amada Ehlena, por mais que seu sentimento por ela seja a coisa mais forte que já sentiu por alguma fêmea, ele não pode e não consegue ainda dizer toda a verdade. Mesmo que isso possa no final afastá-la dele para sempre.

Adorei a Ehlena porque ela nos mostra um lado do Rehv, que nem ele mesmo acredita que possa ter.
Nosso guerreiro não se sente merecedor de nada, se sente culpado pelo que aconteceu com sua mãe, e principalmente o seu nascimento.
Ele desiste de seu amor por Ehlena, pois não se acha merecedor dela.
Com esses pensamentos ele toma uma decisão que muda tudo. Para sempre.
Mas Xhex e Ehlena não aceitam essa decisão, e vão à procura de ajuda para salvar seu hellren do perigo que pode estar correndo.


“ – Não entende, Ehlena.- Com mãos suaves, acariciou suas pernas e levantou seu pé, apoiando-o na coxa. Enquanto desamarrava os cordões de sua sapatilha, sussurou: – Não importa o que vista… para mim, sempre terá diamantes na sola de seus sapatos.”

Novos personagens entram na história, nos fazendo conhecer um pouco mais sobre eles: John, Tohr, Payne e Xhex.
A autora me deixou felicíssima, pois destacou Wrath e sua shellan Beth, junto com os conflitos que todos dentro daquela mansão vivem.
Gosto quando a autora envolve todos os personagens dos livros anteriores, não fica aquela monotonia.
Não foi nada difícil torcer pelo casal ficar juntos, pois Rehvenge se mostra ao decorrer da leitura um macho de muito valor, se arrisca para proteger as pessoas que ama.
Ehlena demonstra ser uma mulher forte, decidida e determinada por aquilo que deseja. Correndo perigo ou não, ela toma uma decisão e segue até o fim.
Foram 720 páginas de pura ação, tensão, romance e verdadeira amizade.
Recomendo!
Finalmente irei ler Amante Meu, pois ao terminar esse livro fiquei bastante curiosa para conhecer mais a fundo os pensamentos de John Matthew.
 



 

Título: Amante Vingado - Irmandade da Adaga Negra, Livro 7
Autor(a): J. R. Ward
Editora: Universo Dos Livros
Número de Páginas: 720

14 julho 2014

Resenha #156 - Tentação Ao Pôr do Sol - The Hathaways - Livro 03 - Lisa Kleypas

 


Tentação Ao Pôr do Sol - The Hathaways - Livro 03 - Lisa Kleypas

Sinopse:

 Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.
Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.
Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta.

Resenha

(...) amor não tinha a ver com encontrar alguém perfeito para casar. Amor era enxergar a verdade da pessoa e aceitar todas as suas nuances, o bom e o ruim. Amar era uma habilidade.

O terceiro livro da Série Os Hathaways, supera qualquer expectativa.
Mas isso se tornou rotina, foi assim com o primeiro, com o segundo; a autora vem se superando sempre.
Super românticos, os diálogos são maravilhosos, as metáforas são de uma hilaridade incontrolável.
A sabedoria ingênua de Poppy e o autoritarismo de Harry, vão se chocar maravilhosamente.
Harry e Poppy são um casal sem nenhum traço em comum, salvo a grande atração física (no inicio), que os mantém unidos.

Harry trabalhador, poderoso, influente, rico, árido de sentimentos, altamente metódico, controlador, age apenas com o racional, sem nenhum pouquinho de sentimentos por ninguém.

Poppy é delicada, inteligente, sendo isso um dos motivos para que os homens intimidados, não a escolha para esposa, linda, espirituosa, detesta os ares londrinos e adora o lugar onde morava: Ramsay House.
De uma maneira inusitada aconteceu o encontro entre eles dois, nada romântico, pouco iluminado.
Poppy estava quase comprometida, mas Harry ao vê-la só sabia de uma coisa: queria aquela mulher e tratou de separá-los agindo friamente e com muita inteligência.
Em que clima este casamento se fará? Acho que só lendo que você irá descobrir. :p

 (...) ele só a queria se fosse fácil. Mas eu faço o que for preciso para ter você. Não porque seja bonita, inteligente, bondosa ou adorável, embora você seja mesmo todas essas coisas. Eu a quero porque não há mais ninguém no mundo como você, e não quero nunca mais começar um dia sem vê-la.






Título: Tentação Ao Pôr do Sol
Autor(a): Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 272